Perfume Botânico - O que é?

Atualizado: 30 de set.



Crio perfumes botânicos puros, fundindo a alquimia com a sabedoria artística ancestral adaptada aos tempos actuais. Cada perfume é feito à mão por mim usando materiais vitais autênticos obtidos com extrema atenção, através de métodos ancestrais.


"Criar um perfume botânico, é criar uma narrativa através do canto das Plantas. É um ritual e presença profunda que nos abre a relação com o mundo vegetal pelo o amora, directamente ligado à nossa intuição, e com a Sabedoria das Plantas que activa a nossa consciência. "


Teresa


A minha paleta de perfumista é composta por tesouros aromáticos botânicos inteiros, orgânicos, de folhas, cascas, sementes, cascas, raízes e flores.


Todas as minhas formulações são de origem vegetal, no mais puro desde a palavra, já que não há petroquímicos usados ​​no perfume. E como sabes, a indústria do petróleo é responsável por algumas das piores poluições ambientais e destruição da vida selvagem no planeta. Estes são perfumes pequenos tesouros Eco :)!



Todo o processo é elaborado com consciência, através de métodos de extração ancestrais ,suportando e respeitando o mundo natural.

Fragrâncias derivadas de animais que são muito comuns na perfumaria, não são usados nas minhas formulações.


O perfume pode ser definido como um substantivo e um verbo. O substantivo refere-se a uma substância ou combinação de substâncias que conferem uma fragrância. Perfume como um verbo, refere-se às partículas aromáticas reais que flutuam da substância mencionada anteriormente. A origem da palavra vem do latim, por “através” e fumum “fumo”, portanto “através do fumo”. Referindo-se ao uso de pomadas botânicas e resinas como incenso ou ervas espalhadas sobre o fogo para dar um aroma agradável.





Segundo os historiadores a origem do perfume começou na Arábia, Antigo Egipto e refinado posteriormente pelos alquimistas e europeus.

As substâncias usadas para criar essas primeiras fragrâncias variavam substancialmente em comparação com a extensa paleta disponível em nossos dias modernos.


Atualmente o perfume é criado usando materiais considerados naturais, botânicos, sintéticos ou uma combinação. Compostos sintéticos, criados em laboratório, passaram a fazer parte da paleta dos perfumistas no final do século 19 com o lançamento do aroma químico, ou isolado, “cumarina”, contendo uma fragrância parecida com feno. Assim nasceu a moderna indústria de perfumes, dando às perfumarias a capacidade de fabricar um produto consistente e para as massas .


Antes da introdução desses componentes criados em laboratório, os perfumistas usavam ingredientes inteiros, encontrados no mundo natural, derivados de animais e plantas. Os ingredientes animais consistiram em âmbar cinza (baleias), vagens de almíscar, civeta e castóreo.

Os aromáticos vegetais incluíam óleos essenciais, bem como materiais infundidos e tinturados, muitas vezes referidos como extratos e macerações.



Os perfumistas que usam o termo "natural" para definir seu trabalho continuam nessa tradição usando tanto "essências naturais" de origem animal, vegetal quanto isolados.


O desafio com a palavra natural é que ela se tornou tão amplamente definida que até os sintéticos são colocados nessa categoria, principalmente pelos grandes retalhistas em todo o mundo. Assim, a linguística usada na indústria de fragrâncias tornou-se confusa.

Ingredientes de origem animal, sendo de origem natural (âmbar cinza, almíscar, algália e castóreo) são frequentemente empregados por aqueles que praticam uma forma legítima de perfume natural.


O legítimo perfumista botânico é um produto da nossa cultura agrícola pró-orgânica atual e moderna.

Os Artista de Perfumeria Botânica escolhem uma paleta composta principalmente por materiais com origens botânicas autênticas, que são inteiros e completos, ou seja, não fabricados ou adulterados em laboratório.


Ocasionalmente, um perfumista botânico pode incluir materiais que vêm do oceano, como conchas destiladas, do reino das abelhas ou uma matéria-prima tingida obscura.

A paleta de um perfumista botânico consiste em óleos essenciais "inteiros", absolutos, concretos, extrações de CO2, infusões e tinturas. A cera de abelha também está incluída usada para a criação de perfumes e bálsamos sólidos.


O perfumista botânico pratica o perfume integral, trabalhando para criar beleza através da expressão de extrações vegetais puras dentro do paradigma da sustentabilidade e saúde.


#mamitay #perfumeriaBotanica




32 visualizações